"Vejo vocês a caminho do céu!"

O que quero é o olhar de Jesus
Refletido no olhar de quem amo
Eu não vou tentar fazer uma introdução significativa para as linhas que aqui deixarei como saboroso alimento para vocês. Elas já dizem tudo! E conseguem dizer tudo porque brotaram de um coração autenticamente inundado do desejo de Deus, da vontade de ser melhor a cada dia. Inundado dessa coisa que todos acham impossível chamada SANTIDADE! 


As palavras de minha amiga Hayanne Christian, irmã de caminhada em minha comunidade, são como ela: claras, simples, diretas, um soco no estômago e, em seguida, um puxão pelo braço que diz: "Bora, vamo caminhar!!!".



Hay, gratidão por tua vida em mim!
Deus há de fazer muito por meio de ti no coração da juventude que ainda não sabe qual alvo persegue!
Deus te encha, te unja, te faça viver intensamente, mesmo que com sangue, suor e lágrimas, os Divinos Desígnios Dele pra ti!
Te vejo a caminho do céu!!!




“Meu coração é solo sagrado, onde o outro tem que tirar as sandálias para entrar.”

Ultimamente venho notando a força dessa frase em mim. Venho notando como as coisas do mundo são imundas perto do que Deus vem sonhando pra mim e como essas imundices podem ser devastadoras ao tocar o meu “solo santo”. Esses estragos se tornam maiores quando insistimos em ser nossos próprios senhores, e o que era devastador se torna catastrófico. Imagine um furacão passando e tirando tudo do lugar, fazendo a maior bagunça, machucando pessoas. Imaginou? Pois bem, é EXATAMENTE assim que o pecado faz com a gente, ou melhor, é exatamente assim que ele AGE na gente. Ele vem, faz a maior bagunça, tira tudo do lugar, fere as pessoas e nos deixa completamente bagunçados. E aí começa aquele questionamento pós-tragédia: Pode onde começar agora? Como começar? Por que comigo? Perdi tudo, o que vou fazer? E cá pra nós, é difícil recomeçar depois de um furacão, não é? É tão difícil recomeçar quanto olhar pra dentro de nós e conseguir ver o quão sujos somos, não é verdade?
Muitas vezes  nos cansamos de falar: ”Deus pode tudo!”; “O meu Deus é o Deus do impossível!” E por que então não pensar Nele para o recomeço? Por que não Ele para resolver TUDO?

Coração convertido, não questiona. Coração convertido, aceita!
Coração convertido, não desconfia. Coração convertido, acredita!
Coração convertido aceita e acredita nos planos que Deus tem pra ele. 
Procurar soluções é para os fracos, os fortes têm Jesus como solução. E eu me considero forte, madura e abandonada nesse amor que Deus tem por mim. E confesso nunca me senti tão segura e amada assim.

Hoje eu aprendi a não me deixar contaminar pelas sujeiras que o mundo traz, e muito menos deixar que um furacão tire tudo do lugar. Não estou dizendo que não estou vulnerável a acontecer um furacão na minha vida. Não! Isso não! Estou dizendo que quando ele chegar, saberei confiar e deixar que Deus coloque tudo no seu devido lugar. Porque para viver o amor de Cristo, é preciso saber viver o tempo da espera. E eu espero e confio muito nos planos de Deus pra minha vida.

Bem, e o que eu tenho feito para tentar, no mínimo, evitar que os furacões fiquem próximos de mim? Apenas caminho pelas estradas que Deus escolheu. Não garanto que são as mais curtas e menos dolorosas, mas garanto que são o alvo. O MEU ALVO! E o meu alvo é DEUS, e para chegar até Ele tem que sangrar, tem que ter sacrifício. E se para ter o meu lugar no céu eu tiver que ser tentada, provada no fogo, que seja assim então, pois com a ajuda de Deus vencerei todas as batalhas que me forem dadas. Pois eu tenho a marca da promessa!

Vejo vocês a caminho do céu!

"Coração convertido, não questiona.
Coração convertido, aceita!"


Hayanne Cristhian
15 de Janeiro de 2012










Estou me cansando da Tua Igreja...

Estas linhas são antigas, de aproximadamente seis anos atrás. Contudo, expressam minha verdade de hoje. Este não é um espaço de desabafo pessoal. Tento aqui formar e propagar a autêntica fé católica através de textos e formações direcionadas à juventude. Creio, entretanto, que mesmo esta sendo uma postagem extremamente pessoal, ela expressa um pouco do que é necessário enxergarmos hoje. Carinho e orações...



Estou me cansando da tua Igreja. Estou me cansando de ver o circo em que Tua Casa tem se transformado e as piadas que fazem daquilo que Tu disseste. Estou me cansando de ver aqueles que Tu amas agindo com a arrogância e prepotência daqueles que não Te conhecem verdadeiramente. Estou cansando daqueles que, na igreja, me desejam a “Paz de Jesus” e viram o rosto pro outro lado quando me veem na rua.

Estou me cansando da Tua Igreja, Jesus! Estou me cansando de ouvir aqueles que Tu amas falando mal de seus pastores e seus sacerdotes, ao invés de rezar por eles. E também estou me cansando desses mesmos sacerdotes, que parecem ter esquecido que representam a Ti para o povo.

Estou me cansando de ver teus arautos espalhando o joio por onde passam e de ver os que têm na boca o Teu Santo Nome condenarem sumariamente ao inferno aqueles que ainda não são assim tão santos e precisam ser perdoados.

Não estou aqui para condenar nem arremessar pedras em Tua Igreja, em Teu povo. Faço parte de Tua Igreja e ela só não é mais santa porque eu mesmo não o sou. Mas acredito que aqueles que Te servem e estão a serviço do Reino deveriam ter o coração um pouco mais disposto a Te imitar e ser para os irmãos aquilo que Tu foste para todos nós.

Estou cansado de ver que tantas vezes o bendito Sinal da Cruz com o qual nos persignamos tem sido sinal de maldição, pois tão logo o fazemos, nos vemos agindo em total contradição com o que Tu nos ensinaste. Estou cansado de ver que tantas vezes o pior inimigo que alguém julga ter é outro cristão, com quem deveria, na verdade, rezar junto pela santificação de toda a Igreja.

Estou me cansando da Tua Igreja. E de mim mesmo também. Cansado de minhas lamúrias e orações egoístas, pedindo que Teu Espírito converta os corações daqueles para os quais eu ainda não tive a decência e a preocupação de me aproximar e, mais do que com palavras, mostrar que a Tua Verdade e o Teu Amor estão em mim.

Estou, de fato, me cansando da tua Igreja. Mas o caso é que ainda creio no que disseste e não há mais ninguém que me diga tais coisas. E te confesso que não entendo como é que ainda não desististe de cada um de nós. E não acho direito dar as costas ao Teu Amor justo agora que há tanto para ser feito. Então continuo amando a Ti e à Tua Igreja, pois sei que Tu estás nela.


Continuo amando a Tua Igreja, apesar de estar me cansando dela...



Roberto Amorim
2006