Confiança

Não é de hoje que o Senhor me tem regalado presentes e surpresas na vida virtual. No último mês de novembro, enquanto preparava meu coração para me consagrar a Nossa Senhora segundo o método de São Luis Maria Grignion de Montfort, fui "pescado" na internet por uma menina que já era consagrada à Mãe Santíssima segundo esta devoção. Quão grande surpresa foi saber que essa menina é vocacionada da Comunidade Éfeta, no município de Nova Iguaçu - RJ. Bem, só Deus sabe o que tenho aprendido nas conversas com ela. Um coração de formadora, um coração que anseia pela vida em comunidade, assim como o meu. Sem mais, deixo a vocês as preciosas palavras sobre CONFIANÇA de Joille Santana. Desfrutem e deixem que as palavras tornem-se vida em suas vidas. 


Joille Santana
Então, aqui estou eu diante deste computador tentando escrever sobre um tema que ainda me causa certa dor, porém todos os que esperam no Senhor por Ele são amparados, e crendo nisto o meu coração tem a confiança de que logo irá sarar. E sobre isto mesmo, confiança que hoje quero partilhar. Todos nós trazemos no peito marcas abertas pelo caminho, decepções, tristezas, perdas, traições... E estas marcas ao serem abertas nos fazem pensar se nós queremos passar de novo por aquela situação. Por exemplo: Será que vou confiar de novo em alguém e saber que ele pode me trair?  Será que vou abrir meu coração para aquele rapaz mesmo sabendo que ele pode me decepcionar? E aí nossa confiança é abalada. Pois o homem não é perfeito, e nas suas falhas acaba ferindo até aqueles que lhe são queridos. Mas esquecemos de olhar para nós mesmos e ver que eu e você também já ferimos alguém, já decepcionamos, magoamos, e abalamos a confiança.

 Lembro-me da época de criança que minha mãe dizia: ”Se você perder minha confiança, perde tudo filha!” E eu morria de medo de mentir, por exemplo, e ela deixar de acreditar em mim. Então a confiança é algo que deve ser cuidado, cultivado entre os que se amam. Casamento sem confiança é minado por discórdia, amizade sem confiança está sempre à beira de findar. Qualquer coisa que aconteça vamos querer sempre dizer que tínhamos razão, e magoado não damos o perdão. E nestes momentos que é preciso olhar para a vida de Jesus. Ele foi traído por Judas, e antes mesmo que acontecesse Ele já sabia que iria acontecer. Mas Jesus não se esquivou de Judas, não o abandonou. Foi amigo de Judas até o fim. Pedro, apóstolo tão amado, negou Jesus, mas mesmo assim o Mestre não o esqueceu. Após a ressurreição curou o seu coração. Você pode até dizer lendo isso, Jesus é Deus, pura misericórdia, mas Jesus tem sentimentos. E Ele sabe que você também é capaz de perdoar, de voltar a amar, senão, não teria pedido que nós buscássemos lhe ser semelhante. 

Então aqui se encontra a diferença entre aqueles que amam a Deus e buscam segui-lo e aqueles que só vivem a fachada. Não estou dizendo que a ferida que se abriu vá sarar em 1,2 dias. Que você vá conseguir perdoar o outro em 2 segundos, mas sempre será necessário que entreguemos a Deus a dor, busquemos perdoar e amar e com determinação reconstruir a confiança. Pode ser que leve muito tempo, pode ser que aquele relacionamento não seja mais o mesmo, mas tente quantas vezes for possível. Seja leal, seja sincero com você e com o próximo. E lembre-se sempre que os corações, as pessoas não são iguais. E por isso, após aquela curva pode ser que você encontre um alguém que queria amar tanto quanto você. Não deixe de confiar principalmente em Deus, Ele sabe o que é melhor para você e jamais irá te decepcionar.

Pax Cristi
Joille Santana,
Escrava de Jesus em Maria.
21/01/2011

Um comentário:

  1. viver em comunidade é saber partilhar por isso consagrar-nos a nossa Senhora é um passo de amor pois, ninguém mais partilhou na vida humana e espiritual do que a Mãe Maria.
    Viver em comunidade é descobrir a nós mesmos nos outros.

    ResponderExcluir