Amor só se paga com amor

Não é de hoje que acredito que cada um de nós traz dentro de si um canto de amor, uma palavra de vida, um instante de catarse e eternidade que devemos deixar despontar de vez em quando. Quando temos a coragem de assumir medos e fraquezas, essas realidades tornam-se luz em nossa vida e na vida de outros. Assim é o texto que Deus inspirou ao coração de um grande amigo, que aqui deixarei com vocês. Muito sentimento, muita pureza, muita simplicidade. Muito "teresiano" (rsrs). Muito cheio de vida, muito cheio de Deus. Leiam, saboreiem e vivam. 

L'amour ne peut être remboursé par l'amour
(Amor só se paga com amor).
Dans le coeur de l'Eglise, ma mère, je t'aime
(No coração da Igreja, minha Mãe, serei o amor)

Santa Teresinha

José Luiz Alves de Carvalho
Há muito tempo eu fui convidado a escrever neste Blog. Preguiça, comodidade e falta de inspiração nunca me deixaram sequer ler algum artigo que meu amigo, Roberto, com tanto esmero nos presenteia a cada vez que posta em seu blog.

Com essa frase de Santa Teresinha eu quero iniciar esse artigo fazendo uma reflexão de até onde cumprimos o mandamento do Senhor.  É tão difícil para mim dizer TE AMO. Parece ser uma frase simples. Estou cansado de escutá-la em músicas, textos, novelas. Na verdade, acredito que o fato de ler, cantar e assistir essa frase é muito fácil. Vivê-la e praticá-la é que se torna difícil, mas não impossível.

No início deste mês, estudando para mais um projeto teatral da Paróquia, estava lendo o livro “História de uma alma” a história de uma “florzinha branca” que viveu no Carmelo de Lisieux. Maria Francisca Teresa Martin, ou como é conhecida Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face. Lendo este livro, comecei a aprender um dos mais belos caminhos para se chegar ao Coração Misericordioso de Jesus. Amando e sofrendo, sofrendo e amando, Teresa nos ensina e nos conta o quão bom e agradável é amar.

Eu sou uma pessoa que tem diversas limitações, complexos, mimos. E aos poucos estou aprendendo a crescer e ficar independente na fé e na vida. Tantas coisas já aconteceram comigo, tantas brigas em família, entre amigos. Perdas de amigos que doem até hoje...  Meus pré-conceitos para com as pessoas, que tanto atrapalham meu desenvolvimento como um cristão melhor. Tudo isso porque (hoje percebo) eu NUNCA amei de verdade. Nunca amei a minha família, nunca amei os meus amigos (que perdi...) e lendo os escritos de Teresa, eu me fiz uma indagação: Será que eu estou amando de Coração ao meu Senhor?

Amar o que nos agrada é muito bom. Mas a perfeição do amar é justamente manifestar esse amor por aquilo que nos desagrada... Amar aquilo ou aquele que nos incomoda. Amar a quem não gostamos ou aquilo que não gostamos.

Não pensem vocês que isso é um exercício fácil. É diário, temos que praticá-lo a cada segundo. Olhando as Linhas de História de Uma Alma, eu pude perceber o quão covarde eu sou. Pude perceber que eu não amo nem o que eu gosto e nem o que eu desgosto.

A nossa vida é muito curta e acabamos perdendo tempo com o que realmente não importa. Amados, nós só podemos pagar o amor que nos é dado com amor.

Amor no olhar, no sorrir, no agir, no pensar. Pagar amor com amor é fazer a diferença daquilo que é uma “rotina” para você.

Se em seu grupo, escola, casa, trabalho, Igreja, há alguém com quem você não fala ou simplesmente ignora, AME-O.
Alguém que te fez mal, falou mal ou foi desonesto com você em alguma situação e só quis se aproveitar de você, AME-O.
Se sua família não te dá apoio, não comunga da mesma fé que você, ao invés de te ajudar a caminhar te derruba, AME-OS.

O Senhor nos amou tanto que doou a sua vida por cada um de nós. Ofereça esse exercício pela tua salvação e pela salvação dos seus.

Não são todos os dias que estamos de sorriso nos lábios distribuindo amor a todos, mas tenha no seu coração o verdadeiro desejo de ser uma pessoa melhor... De amar e com amor pagar o amor que recebemos.

Foi através deste exercício espiritual que Teresa conseguiu chegar à plenitude do amor que é a Santidade. Conquistando o seu definitivo lugar na eterna contemplação da sagrada Face de Deus Todo Poderoso.

Agradeço a Deus todos os dias por me proporcionar a oportunidade de MUDAR , de AMAR. Pelo menos estou tentando. Vivendo um PHS (Por hoje sim, Por hoje eu vou AMAR) 

Santa Teresinha
“Ó Jesus, como posso dizer a todas as almas pequeninas o quanto é inefável a tua condescendência...  sinto que, embora seja impossível, se tu encontrasses uma alma mais fraca, menor que a minha, terias prazer em cumulá-la de favores ainda maiores, caso ela se abandonasse com inteira confiança à tua misericórdia infinita.

Mas por que desejar comunicar teus segredos de amor, ó Jesus.
Não foste tu quem os ensinaste a mim e não podes revelá-los aos outros?... Sim, sei, e te suplico para fazê-lo, te suplico que abaixes teu olhar divino sobre um grande número de almas pequeninas...

Suplico-te escolher uma legião de pequenas vítimas dignas do teu AMOR!”
(Santa Teresinha do Menino Jesus)

Que Deus esteja conosco e que estejamos com ele.
 José Luiz Alves de Carvalho.

P.S.: Minha Cordial saudação ao dono deste Blog que para mim é a metade de minha alma... Como diz Santo Agostinho, a Metade de nossa alma é um Bom amigo... Deus te abençoe e te guarde... e Nunca se esqueça... “Eu estou aqui...”

2 comentários:

  1. AMAR ATÉ DOER É UM OUTRO LEMA QUEW SANTA TEREZINHA AFIRMAVA.NAS SUAS PEQUENAS E SINCERAS PALAVRAS CARO JOSÉ LUÍS, PODEMOS PARAR E PENSAR UM POUCO: SERÁ QUE ESTAMOS AMANDO VERDADEIRAMENTE O NOSSO BOM DEUS? COMO É FÁCIL ABRIR A BOCA E DIZER EU TE AMO, MAS TÃO DÍFICIL É COLOCAR EM PRÁTICA TAMANHA DÁDIVA DE SENTIMENTO QUE DEUS FEZ BROTAR EM NÓS.
    QUE POSSAMOS AMAR VERDADEIRAMENTE, AMAR SEM DIFERENÇA, AMAR COM PROFUNDIDADE. AMAR ATÉ QUE NOSSA ALMA DOA DE TANTO AMAR!
    JESUS SACRAMENATDO, NOSSO DEUS AMADO E CERTEZA DO CÉU!

    ResponderExcluir
  2. Belas palavras.muita sábias também.
    O difícil para o ser humano é enxergar a face do Senhor em cada pessoa.
    Por mais insuportável ou insignificante que sejam aos nossos olhares,
    Temos que aprender a vê-las como sendo filhos de Deus.
    Por tanto amado da mesma forma que cada um de nós.
    Ninguém é melhor do que ninguém.
    E todos somos filhos amados e queridos do Senhor nosso Deus.

    ResponderExcluir