Sentimentos que marcam



Nunca é tarde para recomeçar a caminhada, mesmo que há muito ela já tenha sido iniciada.

Uma onda de sentimentos tem marcado com tanta profundidade o interior de meu ser: a minha alma. Sentimentos esses que se confundem hora com tristeza hora com alegria de uma gratidão que jamais alcançará o valor que é devido. Um arsenal de sentimentos que preenche toda a minha vida de uma maneira que não existe justificativa, pois trata de uma presença que por muito não são percebidas apesar de todos saberem de sua existência.

Assim é que me encontro; falo da palavra encontro no seu sentido literal de ir ao encontro, deparar-se comigo mesma e com o Divino que sempre habitou em mim, fazendo-me de sacrário vivo.

Sentimentos que me marcam, encontros que jamais serão esquecidos nem que eu queira. Pensar que há muito tempo estive neste caminho e só agora pude perceber que ele era e é rico em preciosidades ocultas por uma visão antes limitada. Mas diante de tantas limitações, é preciso agarrar com garras de garça a oportunidade que é lançada para retornar ao início do caminho e percorrê-lo, notando em cada trecho, em cada curva e em cada planalto ou depressão a essência de um mistério, a grandeza de um pequeno detalhe e o valor de uma peça que nele estiver contido.

Hoje voltei ao início do caminho que foi traçado a mim. Voltei ao início para notar tudo o que antes não foi percebido, para colher tudo o que não foi colhido e para recuperar tudo o que foi perdido. Reinício esse caminho porque me ensinaram que tudo tem seu tempo de ser vivido e que nunca é tarde para recomeçar.

Assim, neste ponto de partida, darei o primeiro passo nesta estrada da vida. Tenho comigo algumas pessoas que me impulsionam a seguir, me concedem orientações para não turvar minha visão novamente com limitações. Pessoas que o Bom Pastor colocou para me acompanhar, pois sabe Ele que em minha fragilidade, tão facilmente posso me perder ou penetrar em uma curva que não faz parte do caminho que devo proceder.

Neste recomeço, cada passo é dotado de sentimentos que me marcam. Tornei-me sensível diante do Mistério Sobrenatural que vela por mim e que sempre esperou ansioso por este dia. Sentimentos que me marcam cada dia mais profundamente. É como se minha alma estivesse sendo marcada a ferro. Ao ser carimbada com tal instrumento, não sinto dor, porque há um zelo, um cuidado e uma proteção que não irá me fazer sentir a sensação de sofrimento, pelo contrário, só o sentirei se novamente tornar a fugir deste braseiro que inflama meu coração.

Sentimentos que me marcam ensinando-me a contemplar o mais Belo de todos, que me coloca em posição de prontidão para qualquer missão dada a mim. Sentimentos que me marcam ensinando-me a contemplar o Místico que se encontra diante do altar. Sentimentos que me marcam mostrando-me que criaturas imperfeitas como eu podem enfim encontrar a perfeição e se tornar sábia ao abraçar com toda voracidade a loucura da Cruz que também é a loucura do amor incondicional.

Sentimentos que me marcam... e como marcam eles minha alma e o meu ser, que me faz querer sentir e ser marcada mais ainda. Sentimentos que me marcam para eternamente serem recordados.


No amor Eucarístico de 
Jesus Sacramentado,
Nosso Deus Amado e Certeza do Céu

Aline Xavier
São Luis, 03/08/2010

Um comentário:

  1. Aline sua palavras recitaram boa parte de sentimentos que vivo...
    A partir desse texto vejo quanto preciso voltar ao inicio...
    Uma otima proposta para viver mais intensamente o amor de Deus...
    Minha linda Deus abençoe vc que vc continua a tocar pessoas como vc me tocou..
    bjs

    ResponderExcluir