Perfume de Vida



A vida nos faz maravilhosas surpresas. A vida nos traz presentes improváveis, corações que parecem ser totalmente desnecessários em nossa vida. Puro engano! Deus olha lá de cima e vê direitinho o quão indispensáveis são certas pessoas para nosso crescimento, e insuspeitadamente nos faz tais surpresas. Foi assim que Ele colocou em minha vida a menina chamada Bárbara Rosenburg. Há bem pouco tempo, é verdade, mas a eternidade mora nos instantes que extravasam os limites do tempo, assim como o singelo abraço que dela ganhei no encontro PHN desse ano. Por isso pedi que ela escrevesse pra mim o testemunho de vida dela. Leiam, saboreiem, sintam o perfume de vida restaurada que Deus tem construído na vida dela.


Antigamente eu não gostava de ir à igreja. Quando ia, era obrigada pela minha mãe, chegava lá e ficava contando os segundos para ir embora, conversava a missa inteira e ainda ficava pensando em tudo, menos prestar atenção. Sendo que aqui em casa todos são católicos praticantes, até que meu irmão começou a freqüentar a Canção Nova, nos acampamentos PHN e HOSANA, carnavais e até uma virada de ano. Sempre falava para ele: "- Nossa lá deve ser um porre, ser chato demais, todo mundo rezando o dia todo, é pra mim essa vida não" - e ele sempre falava que eu estava enganada e que no dia que eu fosse, eu mudaria de opinião! Até que um dia tomei coragem de ir, chamei uma amiga, arrumamos barraca e tudo, mas exatamente no sábado do PHN eu ia ter uma prova e não podia faltar."- Ufa, me livrei disso!" Até que chegou janeiro de 2007, chamei outra amiga e fomos. Nem achei tão legal assim, tava vazio, eu não fiquei nas palestras e nem nas missas. Continuei no meu mundinho, fazendo de tudo um pouco, principalmente bebendo muito. Tinha festas de eu perder totalmente a linha e chegar a ficar inconsciente, me entreguei a tentações, aos pecados que o mundo me oferecia.

Veio o meu segundo PHN, em julho de 2007. Ali algo começou a mudar: assisti palestras que mexeram comigo, adorações, conheci pessoas maravilhosas, voltei para Barra Mansa com uma paz, mas só naquela semana, depois voltei aquele mundinho inútil que eu vivia. Comecei a namorar sério, meu namorado era maravilhoso comigo, merecia tudo do melhor e eu não dei a ele isso, vivi num namoro com mentiras e traições, com o passar do tempo descobri que não amava, mais ele fazia tudo por mim continuei nesse engano, não desperdiçava uma chance e o traia. Entreguei-me a ele por prazer e não por amor, mas mesmo com amor estaria errada, afinal, coisas assim só depois do casamento. Enfim, meu namoro acabou, pois ele descobriu minhas mentiras e depois disso sofri bastante, pois vi que nada que fiz valeu a pena, tudo foi em vão! Mais continuei né? A vida continuava, saia todo final de semana, bebia demais, não queria nada com nada, não ia a igreja, brigava com os meus pais diariamente. Bebia muito, me tornei uma pessoa fácil e vulgar demais.

Chegou o PHN 2008 e lá fui eu mais uma vez. Nossa, foi uma benção aquilo. M
inha prima que era Espírita se converteu, foi maravilhoso, e eu estava ali presente *-*. E eu? Já tinha? Não, não mesmo. Voltei do PHN a mesma pessoa “errada” de sempre. Comecei a sair com o meu ex-namorado, fazendo o papel da amante na vida dele, afinal ele namorava outra já e estava satisfeita com aquilo, pois sabia que era o máximo que eu conseguia. E essa era minha vida, saia, bebia, me encontrava com o meu ex, nos satisfazíamos em prazer e pronto, assim foi até depois do carnaval de 2009. Aí vieram as preparações do III Orkontro, comecei a entrar na comunidade e ver aquele povo todo unido, cheguei até comentar com a minha amiga, "- Eu acho que sou a única lá que não freqüenta a Igreja direito" :O. Mas a vida me pregou uma peça: meu pai veio a infartar e ficar no CTI e teve que fazer uma cirurgia, a primeira coisa que fui fazer é pedir para Deus tomar conta dele. Foi ali que eu vi que Deus é tudo em nossas vidas e esse mundo cheio de pecado não era nada. Veio o meu arrependimento e o meu pedido de perdão a Ele. Com isso acontecendo com o meu pai, conheci pessoas maravilhosas que me ajudaram a ver como é bom ser de Deus, pessoas que me ensinaram muito.

Com o PHN 2009 tive minhas certezas num abraço amigo e num carinho. Vi que a Igreja é o meu lugar e lá que eu queria estar e não nesse mundo cheio de pecados. Me arrependi e sei que Deus me perdoou. Então foi graças ao PHN e aos amigos que lá fiz que minha vida mudou, e já na primeira semana pós PHN tive essa certeza, fui em um aniversário de uma amiga e tive coragem de dizer NÃO à bebida e passei a noite feliz, sem beber. Isso já foi uma vitória e agora é só aumentar. Tenho certeza que serei FORTE e CORAJOSA.




Bárbara Soares Rosenburg
09/07/2009

4 comentários:

  1. Bah.. seu testemunho me levou as lágrimas...
    PARABENS PELO SEU SIM A DEUS!!!
    Você é FORTE E CORAJOSA!!!
    VOCÊ É UMA JOVEM PHN!!!
    TE AMO MUITO BAH!!!
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  2. Bárbara Rosenburg12 de julho de 2009 22:56

    Ain Beto eu te amo cara, obrigada por todas as maravilhas que voce fez na minha vida, obrigada por aquele abraço, obrigada por te me dado forças de lutar e escrever para todos o meu testemunho! TE AMO meu anjo!
    Sua boneeeca e anja perfumada!

    ResponderExcluir
  3. Saaaaaaaaaaaaah te amo muito (L)
    Obrigada por tudo ♥

    ResponderExcluir
  4. Bah
    que testemunho lindo anjo.
    Seu lugar é na Igreja... perto de Deus
    Deus abençoe
    PHN sempre

    ResponderExcluir